Storytelling: Quais os benefícios dessa estratégia?

Ajude um amigo, compartilhe:

Conectar-se ao público é um dos fatores que podem levar uma empresa ao sucesso em seu segmento de atuação. Para isso, qualquer estratégia comunicacional precisa ser bem empregada. O storytelling é um desses pontos.

A construção de uma orientação de marca é determinante para o desempenho de uma empresa. Seja do ponto de vista de valores ou de uma boa história contada, o cliente precisa entender quais são os mecanismos de envolvimento daquele contexto.

Diante desta afirmação, uma variedade bastante grande de estratégias começou a fazer parte das mais diversas orientações empresariais. Conquistar os clientes passou a ser um imperativo fundamental para qualquer busca.

A humanização do discurso empresarial é um dos pontos mais importantes para chegar a esses objetivos. Essa identificação possibilitada por abordagens mais diretas ajuda em todas as instâncias. No entanto, é preciso saber como gerar essa identificação.

Em termos gerais, desde as primeiras empresas, essa relação entre empresas e clientes é um elemento vital para o mercado. A noção de freguesia de um comércio da década de 80 tem a ver com essa necessidade técnica do envolvimento.

As conversas despretensiosas dos vendedores de outros tempos tinham esse tipo de apelo. Afinal de contas, era uma forma de se conectar com o público a partir de dinâmicas naturais do dia a dia.

Com a chegada do marketing e a partir da padronização da comunicação em massa, muito disso se perdeu. Logicamente, outros ganhos passaram a ter destaque. Pensar no quanto a comunicação consegue chegar nas pessoas nos dias de hoje é um feito notável.

Contudo, essa dinâmica de envolvimento por via da personalização não é mais tão consolidada. A ideia é criar uma orientação de marketing que consiga emular, em certa medida, todos esses aspectos mais voltados para essas demandas perenes.

Logicamente, é possível pensar em uma variedade bastante grande de envolvimentos ocasionados em uma dinâmica de venda, como é o caso do atendimento de uma empresa especializada em materiais gráficos para eventos.

Contudo, um dos grandes desafios do marketing é saber como gerar esse tipo de empatia a partir de fundamentações de envolvimento com base em aspectos emocionais mais sólidos.

Qual a importância de contar histórias?

Qual a importancia de contar historias 1 - DT Network

Paralelo a esse movimento do mercado, existem algumas dinâmicas sociais que podem fazer sentido dentro dessas construções mais técnicas. Afinal de contas, o público pertence ao contexto de consumo e, também, às dinâmicas da sociedade.

Para entender melhor a respeito dessas abordagens estratégicas, é importante lidar com a ideia do ato de se contar histórias. Afinal, essa é uma abordagem muito antiga e de fundamentos culturais determinantes.

Seja do ponto de vista da contextualização de uma sociedade, de aspectos religiosos ou, até mesmo, em elementos audiovisuais, uma boa história sempre ajuda a envolver o interlocutor na trama.

Desta forma, uma pessoa narrando sua história de como conseguiu emitir um laudo cautelar consulta em um escritório específico pode gerar mais envolvimento do que o próprio marketing consolidado por ele.

Isso tem a ver com a atenção dada a uma boa história e, por isso mesmo, essa é uma tendência tão importante no mercado nos dias de hoje. Seja para a construção de conteúdos ou em dinâmicas de vendas, contar história é importante.

Um exemplo bastante elucidador nesse sentido pode ser o de um filme que não é tão bom, mas com uma história que prende. Esse é um fenômeno bastante comum, inclusive.

Ou seja, o espectador se vê preso ao filme, mas não entende o porquê. Muitas vezes, o enredo está bem orientado em uma lógica de storytelling. Assim, a história passa a interessar mais do que outros elementos.

Essa lógica de instigar o interlocutor é central no mercado. Um teaser misterioso sobre uma coleção de uniforme escolar para professores pode tirar toda a carga funcional deste material e colocá-lo em uma lógica de maior interesse.

Seja como for, quanto mais estruturada for a história contada, maior será a capacidade da empresa na hora de lidar com a qualificação do seu marketing em um determinado segmento.

👋 Hey Visitante!

capa-e-book-whatsappempresa

Garanta o seu e-Book Gratuito ✅

Guia definitivo para o seu NEGÓCIO realizar mais VENDAS com o WhatsApp!✅

✅ Ao continuar você aceita receber contato e a Política de Privacidade.

🔒Fique tranquilo, seus dados estão seguros.

O que é storytelling?

O que e storytelling - DT Network

Estabelecer-se no mercado é bastante complexo. Por isso, muitas vezes, as estratégias mais comuns são aquelas que se baseiam em dinâmicas sociais de envolvimentos interpessoais. É aí que mora o storytelling.

Essa é uma estratégia fundamentada em todas as ações de sucesso relacionadas ao ato de se contar uma história. No entanto, diferente das dinâmicas do dia a dia, ela funciona como uma base comunicacional para o mercado.

Muitas vezes, o envolvimento emocional do interlocutor pode ser uma das chaves para o consumo. Além disso, pensar em termos de storytelling pode ajudar em outros contextos, sejam eles mercadológicos ou não.

Pode-se, portanto, pensar que a escolha de uma fachada de igreja em ACM poderá ser feita com mais apreço se quem tiver realizando essa fachada tiver relações com aquela igreja ou crença.  

Isso tem a ver com a capacidade daquela placa de trazer elementos que conectam os objetivos de todos os entes envolvidos nessa comunicação. O storytelling se vale de alguns desses processos para conseguir chegar a esse patamar.

Como funciona o storytelling?

Diante de tudo isso, o storytelling funciona como um ato narrativo com base em elementos emocionais que podem conectar o emissor com o receptor de uma mensagem específica.

Em outras palavras, a história fundamentada pela empresa precisa ser constituída de alguns gatilhos mentais que vão gerar essa identificação entre cliente e empresa.

Esse aspecto pode ser pensado diante de alguns pontos importantes. Ou seja, o storytelling pode ser aplicado de forma direta e técnica, como em um serviço de frete compartilhado ou em elementos mais emocionais, como em um vídeo de mistura para bolos.

Essa é uma estratégia que se vale da memória do cliente, dos afetos, das necessidades e de uma variedade de elementos. Normalmente, a empresa se coloca como a resolução de algum problema apresentado.

Além disso, o storytelling pode ser um ótimo aliado para a construção de uma marca. Existe uma variedade de empresas do Vale do Silício que se baseiam em uma narrativa de como elas foram fundadas e atingiram o sucesso.

Assim, seja em uma venda de bolo de chocolate para festa infantil ou em uma dinâmica de relação industrial, é preciso saber contar uma boa história para envolver os clientes.

Benefícios do storytelling

Beneficios do storytelling - DT Network

Baseando-se em todos esses pontos, o storytelling pode ajudar em uma série de dinâmicas para qualificar o marketing em todas as suas instâncias. Envolver-se com o cliente é uma medida essencial para a elevação de vendas.

Atendo-se a esses pontos, a adoção de um bom storytelling em uma campanha de marketing pode levar a empresa a obter alguns benefícios importantes. São eles:

  • Melhora na imagem da empresa;
  • Maior envolvimento do público;
  • Campanhas mais impactantes;
  • Redução de ruídos;
  • Padronização de comunicação.

Estruturar todas essas dinâmicas formais do ponto de vista do storytelling tende a fazer toda diferença na hora de construir uma campanha com envolvimento do público.

Dicas de como fazer storytelling

Desde os primeiros estudos sobre retórica, há apontamentos de como criar uma narrativa convincente. Atualmente, essas consolidações deram origem ao conceito de jornada do herói. No entanto, esses estudos são muito mais antigos.

Seja como for, é essencial saber quais são os mecanismos fundamentais para uma narrativa. Chegar a esse patamar de acurácia do ponto de vista comunicacional pode ser uma tarefa árdua, mas é extremamente importante.

A abordagem de uma empresa fabricante de moveis planejados para banheiro de apartamento pode ser no sentido de evidenciar as consequências de sua contratação em uma casa.

Saber construir essa noção narrativa no imaginário do público é essencial. Por isso, para chegar a esse patamar, torna-se essencial pensar em algumas dicas nesse sentido:

  • Conhecer o público-alvo;
  • Definir conflito;
  • Definir personagem;
  • Colocar a empresa como resolução;
  • Ambientar e contextualizar;
  • Mensurar resultados.

Diante de todos esses aspectos, torna-se mais fácil entender como lidar com as fundamentações estratégicas de um storytelling em todos esses elementos de marketing.

Baseando-se nisso, uma clínica especializada em exame psicológico admissional pode entender como melhorar essa relação com base nesses processos em um cenário B2B.

Considerações finais

Desde os primeiros passos estratégicos no mercado, a forma da comunicação sempre foi bastante importante para construir uma zona de impacto essencial nos clientes.

Esses elementos eram mais simples em dinâmicas de vendas diretas, mas, com a chegada do marketing de uma forma geral, alguns desses aspectos passaram a ser mais desafiadores.

Seja como for, o storytelling é uma das respostas possíveis para gerar esse tipo de envolvimento com o mercado em uma lógica de alta cobertura comunicacional.

Saber como envolver os clientes em uma narrativa de consumo convincente tende a fazer toda diferença e, por isso mesmo, cada passo precisa ser dado de forma bem estruturada.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Esse artigo foi útil para você?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *