Estratégias de segurança: 4 dicas

Acompanhe o post para entender e aprender mais sobre as estratégias de segurança para a sua empresa.

Compartilhe nas redes sociais:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Há alguns dias atrás, vimos como a companhia aérea de baixo custo Vueling, parte do grupo IAG (Iberia), e o serviço de correio Nacex, juntamente com pelo menos sete outras empresas menores, foram vítimas de uma vulnerabilidade que expôs os dados de milhares de funcionários que utilizaram os serviços de aprendizagem online das empresas. E não é a primeira vez que tais ataques ocorrem, diante disso, vemos que manter as estratégias de segurança de uma empresa é cada vez mais importante. EasyJet e British Airways são apenas dois dos muitos outros nomes na longa lista de vítimas de cibercriminosos que se aproveitaram de brechas de segurança para injetar código malicioso em programas de TI.

O verdadeiro objetivo nestes casos é o acesso a bases de dados e o roubo de informações confidenciais, que depois são vendidas no mercado negro, sendo esta uma ameaça que todas as empresas enfrentam, independentemente do setor em que operam, sem falar nas potenciais multas por descumprimento do GDPR, que é a lei aplicável a todos os indivíduos na União Europeia, já no Brasil temos uma lei que é equiparada com essa, que é a LGPD.

Acompanhe o post para entender e aprender mais sobre as estratégias de segurança para a sua empresa.

Baixe nosso novo e-book Grátis!

Reduza Custos em Seu Negócio Utilizando Tecnologia!

O que os estudos da PandaLabs mostram?

Os resultados dos estudos realizados sugerem que nenhuma empresa pode se dar ao luxo de baixar a guarda. O PandaLabs, o laboratório de cibersegurança da Panda Security, detectou 76.000 alertas de exploração em 2019 que visavam tirar partido de vulnerabilidades em aplicações, redes ou hardware para fins ilícitos.

“Mais de 90% dos ataques bem-sucedidos poderiam ter sido evitados aplicando um patch, de acordo com um relatório do Gartner. E não é só, a maioria destes patches já estava disponíveis há mais de um ano e ainda não tinham sido instalados ”, explica o PandaLabs.

Dada essa situação, a principal estratégia para as organizações reduzirem os riscos e se protegerem é aplicar patches de segurança, especialmente porque os exploits já existem e estão prontos para serem ativados. No entanto, uma vez que a maioria das vulnerabilidades publicadas não são exploradas ‘ em liberdade ‘, é vital estar ciente das falhas de segurança mais críticas, ou seja, até que ponto o código de exploração está disponível para os invasores, para que as equipes de TI possam priorizar os mais urgentes patches e atualizações.

Estratégias de segurança

Estratégias de segurança para combater os efeitos de vulnerabilidades críticas

Precisamos considerar soluções de segurança global, pois apenas uma única área desprotegida pode inutilizar todas as outras medidas implementadas. Aqui iremos definir as quatro áreas básicas nas quais uma política de segurança deve ser baseada.

Confidencialidade: É fundamental garantir a privacidade dos dados, para que as informações sejam acessadas somente por pessoal autorizado. Para garantir a privacidade dos dados é necessário restringir o acesso de acordo com o nível de sensibilidade e confidencialidade dos dados de um sistema, seja em repouso ou em trânsito. Medidas que restringem o acesso físico e digital a um dispositivo precisam ser consideradas, a fim de controlar adequadamente o acesso a informações confidenciais. A autenticação multifator é uma solução que garante e valida de forma eficaz e impede o acesso não autorizado.

Integridade: quando nos referimos à integridade dos dados, estamos falando sobre como evitar que os dados sejam modificados ou manipulados antes de chegarem ao destinatário. Ao garantir a integridade das comunicações, você pode ter certeza de que os dados não foram adulterados em trânsito. Isso requer uma variedade de soluções para garantir que as organizações desfrutem de serviços Wi-Fi seguros, rápidos e fáceis de gerenciar, bem como de um sistema de prevenção de intrusão sem fio (WIPS).

Reduza o serviço de ataque: a acessibilidade de dados e serviços é um grande benefício para as organizações, mas também pode representar um risco crítico. A disponibilidade, por exemplo, pode ser comprometida por ataques de negação de serviço (DDoS), um tipo de ataque simples e comum, dado o baixo custo. Para reduzir esse risco, as empresas precisam assumir o controle de problemas como patches, vulnerabilidades, aplicativos, dispositivos USB, e-mail e navegação na Internet. A proteção eficaz do endpoint, permitindo proteção durante todo o ciclo de vida da ameaça, aproveitando uma combinação de tecnologias de criptografia, gerenciamento de patches e monitoramento remoto, é a melhor garantia para a segurança cibernética corporativa.

Proteção em qualquer lugar: uma estratégia de segurança completa nunca pode ser eficaz se os usuários não tiverem o mesmo nível de proteção dentro e fora da organização, onde quer que estejam, e quaisquer dispositivos que usem. As ameaças à segurança enfrentadas pelas empresas estão em constante mudança, portanto, as soluções projetadas para combatê-las devem mudar no mesmo ritmo. Este é um aspecto importante a se ter em mente ao decidir sobre uma opção de segurança de rede, que, onde possível, deve incluir soluções e serviços projetados para combater ameaças avançadas.

estratégias de segurança

As empresas precisam otimizar a cibersegurança, aumentando a eficiência das atividades que atualmente desenvolvem e reinvestindo em tecnologias inovadoras. Existem modelos avançados de cibersegurança, como o Panda Adaptive Defense , que incluem monitoramento completo de aplicativos e dispositivos.

Isso permite que os riscos do negócio sejam gerenciados de forma eficaz e fornece visibilidade das ameaças para que possam ser interrompidas antes que causem algum dano. A segurança é um processo e precisa fazer parte das estratégias das empresas que desejam sobreviver na era da tecnologia inteligente.

Compartilhe nas redes sociais:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Posts Relacionados:

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência, ao continuar você aceita nossa política de privacidade.